qual rendimento da poupança

Qual é o rendimento da poupança? Vale a pena investir?

Luiz Gustavo Silva

Em algum momento da sua vida já ouviu falar da poupança. Esse é o investimento mais tradicional. As pessoas são atraídas pelo baixo risco e, principalmente, pela cultura. Investir em poupança é tão tradicional que, na maioria dos bancos antigos, a conta corrente era automaticamente vinculada à poupança. Mas você sabe qual rendimento da poupança? Ela rende, sim, no entanto, nem sempre é compensador.

Vamos explicar melhor como tudo funciona e indicar vantagens e desvantagens da poupança. Aproveite para anotar as dicas e construir o seu próximo investimento.  

Leia também: Cartão de crédito com aprovação imediata online: conheça 10 opções!

O que é a poupança?   

Para alguns, ela não é considerada investimento. Ficou surpreso? Nós vamos explicar o motivo. Para responder a essa pergunta é preciso levar em consideração qual rendimento da poupança. Ele é baixo, adiantamos.  

No entanto, a aplicação tem baixo risco e seus retornos são isentos de Imposto de Renda. Sendo assim, existe uma grande vantagem. Afinal, o seu dinheiro rende e não é preciso pagar imposto sobre isso.  

De forma geral, a poupança funciona como uma conta de banco. Você pode realizar depósitos de qualquer valor e em qualquer tempo. Aliás, é possível até transferir dinheiro para pagamentos e realizar saques. Viu como é fácil?  

Esse é o principal motivo dela ainda atrair tantas pessoas.  

Saiba qual é o rendimento da poupança mensal

Vamos considerar aqui o rendimento em 2020. De janeiro a dezembro de 2020, a poupança rendeu 2,11%. Esse valor é considerado muito baixo para o mercado de investimentos.  

Para entender melhor qual rendimento da poupança, entenda que quem aplicou R$ 1 mil no dia primeiro de janeiro viu seu dinheiro render 0,25% em um mês, chegando a R$ 1.002,59 no dia primeiro de fevereiro.

Sendo assim, o juros da poupança é considerável. No entanto, ele só é melhor do que deixar o seu dinheiro parado na conta corrente. 

Leia também: Consumidor positivo: veja o portal para acessar sua vida financeira 

Dia de aniversário  

O rendimento da poupança acontece no mesmo dia da sua aplicação. Ou seja, se você fizer aplicações em dias diferentes verá acréscimo de saldo em datas variadas. 

Então, para determinar qual rendimento da poupança, você precisa levar em consideração cada uma das aplicações realizadas.  

Taxa

O juros ou a taxa que é oferecida pela poupança é igual para qualquer banco. Sendo assim, outra facilidade é optar pela instituição financeira que mais se encaixa no seu perfil. Não existe a possibilidade de realizar um negócio melhor em determinado banco.  

De forma geral, para você saber qual rendimento da poupança, entenda que quanto menor a Taxa Selic menor será o rendimento. 

Mudanças na taxa 

Até 2012, a regra era de juros de 0,5% ao mês + Taxa Referencial (TR). Como a TR tem sido zero nos últimos anos, os rendimentos pela norma antiga ficam em torno de 6% ao ano. No entanto, atualmente existem duas regras:  

  • Se a Selic estiver maior que 8,5%, o rendimento é igual ao anterior: 0,5% ao mês + TR; 
  • Se a Selic estiver menor ou igual a 8,5%, o rendimento é de 70% da Selic + TR. 

Vale a pena sabendo qual rendimento da poupança? 

A resposta é: não. O rendimento da poupança é baixo quando comparado à inflação. Sendo assim, o seu retorno esperado deixa a desejar.  

Se você não tem tempo de avaliar um investimento, então, vale aplicar na poupança. No entanto, precisa ter em mente que ela só ganha da conta corrente, que não rende praticamente nada. 

 Leia também: Existe cartão de crédito sem comprovação de renda? Descubra!

Opções de investimentos 

Ficou preocupado com qual rendimento da poupança? Então, preparamos algumas opções para você começar a diversificar os investimentos.  

CDB (Certificados de Depósito Bancário) 

Essa opção também é segura e tem a garantia do FGC – Fundo Garantidor de Crédito. Ele cobre até R$ 250 mil de investimento.

Além de já entender qual rendimento da poupança, entenda que o CDB tem valores ainda mais expressivos. Ao aplicar em um título de 100% do CDI, por exemplo, você sabe que os rendimentos variam de acordo com a taxa ao longo do tempo. 

Outro diferencial é a liquidez. No CDB, dependendo da escolha na hora de investir, você também consegue resgate imediato. Sendo assim, mesmo em uma emergência tem como conseguir o dinheiro necessário.

Tesouro Direto 

Uma segunda opção de investimentos é o Tesouro Direito. Ele é muito seguro e considerado um dos ativos menos arriscados do país. 

Além disso, pode ser feito um resgate antecipado. Sendo assim, se precisar de liquidez, pode ficar tranquilo. Sobre a rentabilidade, ele acompanha a taxa Selic — sendo pago ao investidor 100% dela. 

Confira mais conteúdo sobre cartões de crédito e para sua vida financeira no blog do Meu Cartão de Crédito.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
cartão de credito para estudante

Qual é o melhor cartão de crédito para estudante?

Próximo
melhor programa de pontos

Qual é o melhor programa de pontos hoje em dia?

Posts Relacionados
Total
0
Share