organização financeira

Como organizar as finanças? 8 passos para sair do vermelho

Luiz Gustavo Silva

Todo mundo já falou que você deve economizar. Mas quem explicou como desenvolver uma boa estratégia para isso? Separamos aqui dicas simples, práticas, rápidas e eficientes de como organizar as finanças e sair do vermelho.

Para começar, faça sempre uma lista completa dos seus gastos. Depois, vamos explicar quais contas priorizar, como negociar os valores e até onde investir o seu dinheiro. Vem com a gente construir uma vida financeira melhor e saudável.

Saiba como organizar as finanças e oferecer um futuro bem melhor para a sua família!

Leia também: Existe cartão de crédito sem comprovação de renda? Descubra!

Identifique e diferencie os gastos

Essa é a regra número um para quem precisa e quer melhorar a vida financeira. Se você não sabe o quanto gasta e para onde vai o seu dinheiro, nunca saberá como organizar as finanças.

Você pode encontrar dicas simples em um livro de como organizar sua vida financeira. No entanto, já adiantamos que isso pode ser feito uma vez por mês. No início, você pode esperar o fechamento do seu cartão de crédito e reunir todos os boletos e carnês que chegam aí na sua casa.

Tire uma tarde e coloque tudo isso no papel. Ao final, você saberá quanto realmente gasta. Leve em consideração o extrato da sua conta bancária também. Ali existem valores pequenos, mas que farão diferença.

Como organizar as finanças sem prioridades?

A resposta é: impossível. Depois de descobrir quanto você gasta por mês, vamos para a segunda etapa do processo. Identifique e relacione quais são as reais prioridades para viver.

Nesta lista você pode incluir custos com moradia, mercado, escola e transporte. No entanto, não deve incluir gastos em restaurantes, roupas e viagens. Esses itens precisam estar em um segundo momento. Eles são importantes, mas o seu foco agora é saber como organizar as finanças de forma eficiente.

Leia também: Cartão de crédito para negativado: conheça as melhores opções

Gaste menos do que você ganha

Acione a etapa de alerta. Você precisa reunir e identificar todos os seus ganhos financeiros. Inclua recursos fixos e recorrentes. Afinal, quando você tem dinheiro extra, pode sim usá-lo a seu favor.

Para conseguir chegar a um denominador de gastos, separamos aqui uma dica simples:

  • 15% com supermercado;
  • 10% com lazer;
  • 5% com vestuário e demais acessórios.

Negocie dívidas

Não dá para identificar como organizar as finanças se você foge das dívidas. Elas são reais e aumentam toda vez que você ignora o problema. Os juros e multas se acumulam e, em um determinado momento, você estará pagando apenas eles e deixando de zerar a dívida.

Sendo assim, coloque tudo no papel. Depois, relacione o juros e multa de cada dívida. Comece a sua negociação pelas dívidas com mais juros e multa. Assim, você se livra dos problemas. Aos poucos, verá como organizar as finanças é uma etapa tranquila, mas que exige disciplina.

Aliás, lembre-se de sempre verificar o seu cartão de crédito. Se tiver dívidas com ele, acesse o nosso conteúdo completo e atualizado. Você terá ainda mais informações para conseguir manter a ordem dos pagamentos.

Faça um controle

Para saber como organizar as finanças é fundamental que você continue acompanhando os gastos e investimentos. Essa tarefa não pode se limitar ao início da sua jornada. Todos os meses você deve realizar um panorama da vida financeira.

Para apoiar você nessa missão, aposte nas ferramentas do seu próprio banco. Use o aplicativo para organizar as finanças. Todas as instituições financeiras já desenvolveram ferramentas internas que permitem você acompanhar as movimentações.

Além disso, utiliza a planilha de organização financeira. Ela também pode ajudar você a reunir não só os gastos da conta bancárias, mas todos eles. Assim, você garante que tem um real panorama da sua finança.

Para finalizar essa etapa de como organizar as finanças, deixamos a dica do aplicativo Rydoo. Ele pode apoiar você nessa missão.

Saiba quando usar o cartão de crédito

Ele não é o seu inimigo. Desconstrua essa visão do cartão de crédito. Pelo contrário, se bem utilizado, pode ser um aliado nas contas mensais. Afinal, em algum momento da vida você terá que comprar uma nova geladeira, fogão ou qualquer item de valor maior. Sendo assim, parcelar a compra é uma vantagem para não apertar o orçamento.

Temos algumas dicas fundamentais para você que quer saber como organizar as finanças e utilizar o cartão de crédito. Acesse esse conteúdo para aprender ainda mais.

Por fim, saiba escolher bem o seu cartão. Já existem muitas opções no mercado sem custo de anuidade e com juros mais baixos. Além de vantagens para bons pagadores.

Leia também: Cartão de crédito com aprovação imediata online: conheça 10 opções!

Economize e invista

Agora que você está no final da sua jornada de como organizar as finanças, aprenda a investir.

Tudo o que for possível, economize. Assim, você conseguirá ter uma vida financeira mais tranquila. As reservas podem ser aplicadas em investimentos de CDB, por exemplo. Eles possuem rendimento melhor que a poupança, mas com acesso imediato, em caso de necessidade.

Além disso, aproveite a dica do cartão de crédito. Existem vantagens no programa de pontuação. Você pode trocar por milhas aéreas ou adquirir produtos de acordo com a política da sua instituição financeira. Acesse o nosso conteúdo sobre o assunto e saiba como escolher a melhor opção para você.

Reserva de emergência

Por fim, ao economizar, construa a sua reserva de emergência. Para quem busca como organizar as finanças, essa etapa é crucial. Você precisa ter disponível cerca de 6 meses do seu custo de vida. Para chegar aqui, você já identificou qual a sua necessidade mensal para viver. Então, terá o valor bem claro.

Essa reserva de emergência pode ser aplicada em investimentos de baixo risco e com acesso imediato. Procure o gerente do seu banco para mais algumas orientações financeiras.  

Confira mais conteúdo sobre cartões de crédito e para sua vida financeira no blog do Meu Cartão de Crédito.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
debito ou credito

Qual a diferença entre débito e crédito? Entenda já!

Próximo
dívida no cartão

Dívida do cartão: o que pode acontecer com a sua conta?

Posts Relacionados
Total
0
Share